Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

ACIDIFICAÇÃO DOS OCEANOS PODE CAUSAR EXTINÇÃO DE ESPÉCIES MARINHAS

Mäyjo, 02.02.15

Acidificação dos oceanos pode causar extinção de espécies marinhas

Grande parte do dióxido de carbono (CO2) produzido pela actividade humana que é lançado para a atmosfera é absorvido pelos oceanos. Contudo, uma vez que os níveis de emissões de CO2 estão a aumentar, também a adsorção do gás pelos oceanos aumenta.

A absorção de CO2 pelos oceanos é um processo natural, essencial para manter o equilíbrio térmico no planeta. Porém, o CO2 altera a composição química da água uma vez que reduz os níveis do pH e a torna mais ácida. Uma vez que os níveis de absorção de CO2 são maiores os níveis de acidez aumentam na mesma proporção – uma alteração que ameaça a vida aquática.

Este aumento da acidificação dos oceanos e as suas consequências foram retratados num novo estudopublicado na revista Paleoceanography. A investigação, conduzida pelas Universidades de Califórnia-Santa Cruz, Yale e Columbia, revela que o processo de acidificação está a ocorrer dez vezes mais rápido que no Máximo térmico do Paleoceno-Eoceno, um período de drásticas alterações climáticas que ocorreu há 56 milhões de anos e extinguiu várias espécies aquáticas e obrigou à evolução de outras. Durante este período, que durou cerca de 70.000 anos, as temperaturas médias globais aumentaram cerca de 11,6 graus Celsius.

O aumento da acidificação das águas é já uma ameaça grave para vários ecossistemas marinhos, como as barreiras de coral. Contudo, a acidificação das águas constitui também um perigo para a espécie humana, uma vez que depende do alimento fornecido pelos oceanos. Um outro estudo, revela que a acidificação dos oceanos está a erodir as conhas de uma espécie de pequenos caracóis marinhos, que são fonte de alimento para os salmões, cavala e arenque, que por sua vez são alimento para os humanos e outros peixes maiores.

O Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas estima que a acidificação das águas marinhas e outros efeitos produzidos pelas alterações climáticas podem reduzir a quantidade de peixe disponível para pesca, uma redução que pode ter um impacto de €10,3 mil milhões para a indústria pesqueira em 2050, refere oDiscovery News.

Foto: Sesimbra /  pedrosimoes7 / Creative Commons